Manuela D’Ávila entregou celular à PF para perícia voluntariamente

Compartilhe agora!

A ex-deputada do PCdoB, Manuela D’Ávila, anunciou a iniciativa de entregar o aparelho celular à Polícia Federal para perícia.

Ela afirmou que pretende ajudar na investigação para que também sejam apurados crimes cometidos por autoridades, como os que estão sendo revelados pelo The Intercept em relação à Operação Lava Jato.

Manuela informou que entregou o telefone na quarta-feira (28) e que o fez na condição de vítima, já que seu aparelho foi invadido pelo hacker Walter Delgatti Neto, que a polícia indiciou como responsável por ter repassado para o jornalista Glenn Grenwald, do Intercept Brasil, conversas entre o juiz Sergio Moro e os procuradores da Lava Jato.

LEIA TAMBÉM
Greenwald afirma que Jornal Nacional e Globo lucravam com a Lava Jato; assista

Quase afogado, Bolsonaro se abraça a Moro

Glenn Greenwald será entrevistado no Roda Viva na segunda-feira

“Eu já havia entregado as prints de todas as conversas há bastante tempo. Ontem, entreguei as informações do telefone para que fique comprovado a veracidade das informações que prestei voluntariamente em meu depoimento. Por que ninguém mais entregou o celular?”, postou a ex-candidata à vice-presdienta da República.

Para ela, “quem não tem nada a esconder poderia ter esse mesmo gesto, contribuir para a investigação da Polícia Federal, como eu fiz”.

Manuela D’Ávila foi citada, em depoimento, por Walter Delgatti Neto como a responsável por intermediar o contato dele com o jornalista Glenn Grenwald, editor do site The Intercept Brasil e autor de reportagens com vazamentos de diálogos de membros da Operação Lava Jato.

Na ocasião, Manuela, que se encontrava fazendo um curso fora do Brasil, divulgou uma nota onde afirmou que o invasor se identificou, inicialmente, como integrante de sua lista de contatos “para, a seguir, afirmar que não era quem eu supunha que fosse, mas que era alguém que tinha obtido provas de graves ilícitos praticados por autoridades brasileiras”.

Veja abaixo a íntegra da fala de Manuela:

As informações são do Portal Vermelho.

Compartilhe agora!