Lava Jato prende novamente empresário Eike Batista

A Polícia Federal (PF) prendeu novamente, na manhã desta quinta-feira (8), o empresário Eike Batista. O pedido de prisão foi expedido pelo juiz Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro.

Condenado a 30 anos por corrupção ativa e lavagem de dinheiro, Eike estava em casa, no Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio de Janeiro, onde há cerca de dois anos e meio cumpria prisão domiciliar.

LEIA TAMBÉM:
Moro aciona a Força Nacional para combater o “tsunami” da Educação

“Gilmar Mendes é um brocha institucional”, disse Dallagnol

Corregedor identificou maracutaia em palestras de Dallagnol mas não investigou

Batizada de Segredo de Midas, a operação de hoje, um desdobramento da Lava Jato, busca provas de manipulação do mercado de ações e de lavagem de dinheiro. É baseada em uma delação recém-homologada do banqueiro Eduardo Plass.

A PF também cumpre nesta quinta-feira outro mandado de prisão contra uma pessoa ligada a Eike, além de quatro mandados de busca e apreensão.

Com informações da Agência Brasil.