João Doria: “Aécio Neves pode fazer sua defesa fora do PSDB”

Compartilhe agora!

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta terça-feira (20) que o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) deveria fazer sua defesa fora do partido.

“A meu ver, o deputado Aécio Neves tem todo o direito a formular a sua defesa, confiante na sua inocência, mas pode fazê-lo fora do PSDB”, afirmou após reunião com a bancada da Câmara, em Brasília.

LEIA TAMBÉM:
Bolsonaro será ‘peso morto’ nas eleições municipais de 2020, diz pesquisa

Entidades denunciam o ministro Salles à PGR por descaso com a Amazônia

Lideranças políticas e personalidades argentinas exigem liberdade de Lula

A expulsão do ex-senador e ex-presidenciável do PSDB deve começar a ser discutido nesta quarta-feira (21) pela Executiva Nacional do partido.

Aécio é investigado e se tornou réu em 2018 sob acusação de corrupção passiva e obstrução da Justiça. Ele teria pedido, em março de 2017, R$ 2 milhões a Joesley Batista, da JBS. O valor foi entregue em parcelas a pessoas da confiança do tucano. O dinheiro seria usado para pagar sua defesa na Operação Lava-Jato. A entrega do dinheiro, em espécie, chegou a ser filmada pela Polícia Federal.

O deputado ainda não foi julgado, mas cresce a pressão para que ele deixe do partido. A ofensiva contra mineiro é liderada pelo governador de São Paulo, João Doria.

Com informações da Folha.

Compartilhe agora!