Já que Bolsonaro só atrapalha, governadores da Amazônia querem negociar diretamente com Europeus

Compartilhe agora!

Governadores da Amazônia Legal lamentaram as posições do governo brasileiro que fizeram a Alemanha e a Noruega suspenderem repasses de recursos para o Fundo Amazônia.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro usa vídeo de caça a baleias na Dinamarca para criticar Noruega

Noruega suspende repasses para o Fundo Amazônia

Ibama do Pará acéfalo desde o início do desgoverno de Bolsonaro

Lula na iminência de ser solto completa 500 dias na prisão

O Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, formado pelos governos da região, publicou uma nota reafirmando que os governadores são “defensores incondicionais do Fundo Amazônia”, que recebe doações de Noruega e Alemanha e financia ações e projetos contra o desmatamento.

O texto afirma ainda que o bloco “estará dialogando diretamente com os países financiadores”, e que isso já foi informado oficialmente ao presidente da República e às embaixadas da Noruega, Alemanha e França.

“Os governantes do bloco amazônico desejam participar diretamente das decisões para reformulação das regras do Fundo Amazônia, que estão sendo feitas pelo BNDES. Queremos, ainda, que o Banco da Amazônia passe a ser o gestor financeiro do Fundo, em razão da proximidade da instituição financeira com os estados, já que o Banco da Amazônia possui sede em todas as unidades do bloco”, diz a mensagem.

Com informações do G1

Compartilhe agora!