G7: Macron pede mobilização de potências contra incêndios na Amazônia

Compartilhe agora

O presidente da França, Emmanuel Macron, pediu neste sábado (24) a “mobilização de todas as potências” para ajudar o Brasil e os demais países afetados pelos incêndios na Amazônia. Ele também defendeu o reflorestamento das regiões atingidas.

“A Amazônia é nosso bem comum. Estamos todos envolvidos, e a França está provavelmente mais do que outros que estarão nessa mesa [do G7], porque nós somos amazonenses. A Guiana Francesa está na Amazônia”, afirmou Macron em pronunciamento em cadeia nacional para lançar o início da cúpula do G7, que acontece na cidade francesa de Biarritz.

LEIA TAMBÉM:
#Panelaço atingiu o trending topics no Twitter durante fala de Bolsonaro

Juiz dá 72 horas para que Bolsonaro explique medidas contra incêndios na Amazônia

Alexandre de Moraes cobra destinação do fundo bilionário da “lava jato”

“Vamos lançar uma mobilização de todas as potências que estão aqui, em parceria com os países da Amazônia, para investir na luta contra os incêndios que estão em curso e ajudar o Brasil e todos os outros países que são atingidos. Depois, investir no reflorestamento e permitir aos povos autóctones, às ONGs, aos habitantes desenvolverem atividades preservando a floresta, que nós precisamos”, explicou o francês.

Mais cedo, Paris havia indicado a intenção de chegar a um consenso no G7 sobre uma ajuda financeira para esses dois objetivos. Em seu discurso neste sábado, Macron adotou um tom mais ameno do que na véspera, quando disse que o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, “mentiu” sobre os compromissos em relação à preservação ambiental, assumidos durante a reunião do G20, em junho.

Com informações da RFI.