Ex-procurador da lava jato que vazava informações dá curso de “Colaboração Premiada”

Compartilhe agora!

O ex-procurador da lava jato Carlos Fernando Santos Lima, do Ministério Público Federal de Curitiba, ministra um curso sobre “Colaboração Premiada”, a tal da “delação”. É preciso conferir no conteúdo, se ele vai tratar dos vazamentos como forma de forçar as “colaborações”.

LEIA MAIS
Vaza Jato mostra com novos diálogos a podridão da velha mídia

Ex-procurador reconhece que Lava Jato estava com Bolsonaro na eleição

Carlos Fernando reconheceu que vazava informações da lava jato seletivamente. O que é ilegal e imoral. Numa das conversas reveladas pelo site Intercept Brasil ele afirmou: “Meus vazamentos objetivam sempre fazer com que pensem que as investigações são inevitáveis e incentivar a colaboração.”

Será que ele trata disso no curso?

Um eminente jurista de Curitiba disse ao Blog do Esmael que “se houvesse compliance na lava jato, todos os procuradores estariam na rua”.

Carlos Fernando saiu por vontade própria. Agora atua como advogado e ministra cursos. Resta saber se os restantes continuarão usando os cargos públicos com objetivos políticos ou para enriquecimento pessoal.

O curso está no site Slash/Education, uma plataforma que tem a chancela da PUC-Paraná.

Compartilhe agora!