Por Esmael Morais

Esquerda vence eleição primária na Argentina

Publicado em 11/08/2019

A esquerda venceu a eleição primária na Argentina com a candidatura do peronista Alberto Fernández, com 47% dos votos. Ele bateu o presidente Mauricio Macri, que obteve 32% dos votos.

A oposição também venceu na província de Buenos Aires com Axel Kicillof com cerca de 20% de votos à frente de María Eugenia Vidal.

De acordo com analistas políticos argentinos, quem ganha a eleição em Buenos Aires sempre ganha a eleição presidencial.

LEIA TAMBÉM
Em Brasília, a 1ª Marcha das Mulheres Indígenas em defesa de direitos

Deltan é de direita, Bolsonaro!

URGENTE: PT vai à Justiça contra armação sobre PCC

Se essa escrita for mantida na eleição de outubro próximo, Fernández será eleito presidente e a vice será a senadora Cristina Kirchner.

No dia 4 de julho último, Fernández esteve em Curitiba visitando o ex-presidente Lula. Na oportunidade, o petista pediu de [presente] aniversário a vitória peronista sobre Macri.

Por outro lado, não custa lembrar, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) esteve duas vezes na Argentina em campanha por Macri. Numa das visitas ao país vizinho, o capitão até lançou uma moeda única, o Peso Muerto, segundo as redes sociais.