Por Esmael Morais

Em Berlim, frente faz encontro por Lula Livre e pela democracia no Brasil

Publicado em 12/08/2019


A Frente Internacional de Brasileiros(x) Contra o Golpe e pela Democracia promoverá o II Encontro Internacional pela liberdade de Lula em Berlim, entre os dias 16 e 18 de agosto. O ato tem como pauta a exigência da liberdade de Lula, a defesa da democracia e denunciar os seguidos crimes cometidos por Jair Bolsonaro (PSL) no Brasil.

O evento reunirá brasileiros do mundo inteiro, que juntos estão se organizando para fazer ações para denunciar os ataques do governo Bolsonaro aos direitos da população e a incompetência do despreparado presidente e seus ministros. Em 8 meses, a comunidade internacional demonstra enorme preocupação com o futuro do Brasil. Os brasileiros também farão atividades para exigir a liberdade do ex-presidente Lula, preso político há quase 500 dias.

Os organizadores enfatizaram o peso da luta de fora do Brasil: “Não podemos silenciar. É nosso dever escancarar o que está acontecendo no Brasil, pois situações parecidas também estão acontecendo em todo o mundo”.

O Painel de Abertura reunirá o jornalista Breno Altman, Renata Souza (deputada na Alerj), Maria Dantas (brasileira, deputada em Barcelona) e será mediado por Bárbara Santos (Coletivo de Artistas). Além destes palestrantes, o ex-deputado federal Jean Wyllys e a filósofa Márcia Tiburi participarão como convidados. Os dois tiveram que deixar o Brasil após receberem ameaças de morte. O evento acontece no dia 16 de agosto, às 18 horas, com o tema “Diálogos de um Brasil que resiste”.

No mesmo dia, às 20 horas, a exposição fotográfica “As Ruas do Mundo são Nossas” abrirá ao público. A mostra contará com fotos de coletivos internacionais de militância e de Ricardo Stuckert, fotógrafo que acompanhava pessoalmente o ex-presidente Lula.

Haverá ainda uma exibição de fotos em homenagem à Marielle Franco. Com curadoria do grupo “Articulação de Mulheres Pretas”, a exposição ficará aberta ao público permanentemente. A ex-deputada foi assassinada há mais de 1 ano e até hoje a polícia não deu respostas concretas sobre o caso.

Para encerrar o encontro, um grande ato em defesa da liberdade de Lula acontecerá no dia 18 de agosto. A manifestação contará com a participação de Jean Wyllys, Márcia Tiburi, James Green e os integrantes do Painel de Abertura.