Corinthians repudia detenção de torcedor que protestou contra Bolsonaro

Compartilhe agora

O Sport Club Corinthians Paulista divulgou uma nota oficial nesta terça-feira (6) repudiando a ação da Polícia Militar na detenção de um torcedor do clube que protestou contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL) durante o clássico do último domingo (4) contra o Palmeiras, em Itaquera.

LEIA TAMBÉM:
Bolsonaro volta a atacar o Nordeste para desviar a atenção da reforma da previdência

Para o Corinthians, a detenção do torcedor foi “um grave atentado às liberdades individuais do Estado Democrático de Direito”.

Confira a íntegra da nota:

A Arena e o Sport Club Corinthians Paulista vêm a público repudiar o episódio que resultou na detenção do torcedor Rogério Lemes Coelho durante o jogo ocorrido no último domingo (04) contra o Palmeiras na Arena Corinthians, após sua manifestação contra o Presidente da República.

O clube historicamente reitera seu compromisso com a democracia e a defesa do direito constitucional de livre manifestação, desde que observados os princípios da civilidade e da não violência.

A agremiação lembra que diferentes autoridades, entre elas o presidente do clube, já foram alvo de manifestações da torcida durante os mais variados eventos esportivos realizados no local e o episódio caracteriza-se como um grave atentado às liberdades individuais no Estado Democrático de Direito.