Brasil tem 12,8 milhões de desempregados e 5 milhões de desalentados

Compartilhe agora!


Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Trimestral (PNAD Contínua do IBGE), divulgada nesta quinta-feira (15), a taxa de desemprego no país continua muito severa com 12,8% milhões de desempregados e quase cinco milhões de desalentados. A política ultraliberal de Bolsonaro e Paulo Guedes aprofundaram o desemprego, a precarização e a recessão no país.

A taxa de mão de obra subutilizada (percentual de pessoas desocupadas, subocupadas por insuficiência de horas trabalhadas e na força de trabalho potencial em relação a força de trabalho ampliada) foi de 24,8% no segundo trimestre.

Bolsonaristas convocam atos pelo fechamento do STF para dia 25

Bolsonaro suspende radares em rodovias federais

Já o número de desalentados (pessoas que desistiram de procurar emprego) chega a 4,9 milhões. O percentual de desalento foi de 4,4%, mantendo o recorde da série.

A devastação social é profunda e vai cobrar o seu preço político dos governantes e da elite financeira e empresarial.

Compartilhe agora!