Bolsonaro tem 15 dias para explicar ao STF fala sobre pai de presidente da OAB

Compartilhe agora

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, interpelou Bolsonaro para que ele explique as declarações dadas sobre a morte de Fernando Santa Cruz, pai do presidente da OAB.

A decisão atende a um pedido de Felipe Santa Cruz que “se sentiu pessoalmente ofendido e entendeu que, das declarações do senhor Presidente da República, se poderia inferir a prática dos crimes de calúnia contra a memória de seu pai”. Diz o despacho de Barroso.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro diz saber o que houve com pai do presidente da OAB, desaparecido na ditadura

Bolsonaro fala de desaparecimento do pai do presidente da OAB no corte de cabelo; assista

Bolsonaro duvida do assassinato de liderança indígena Waiãpi

Na segunda (29), Bolsonaro disse que contaria um dia o que houve com o pai do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, desaparecido na ditadura militar.

Mais tarde no mesmo dia, o presidente  fez uma live durante o corte de cabelo, e disse que Santa Cruz  foi “justiçado” (assassinado) pela própria esquerda. “Não foram os militares, não”, jurou.

As declarações geraram uma onda de revolta inclusive entre aliados, como o governador de São Paulo, João Dória, e o e-presidente FHC.

Com informações da Folha de São Paulo