Bolsonaro quer instalar o ‘vale-tudo’ no Serviço Público Federal

Publicado em 30 agosto, 2019

O governo Bolsonaro quer “flexibilizar” as regras de contratação dos servidores públicos. Está em estudo a contratação de celetistas e de temporários via concurso. A afirmação é do secretário especial de Desburocratização do Ministério da Economia, Paulo Uebel.

Essa flexibilização deve constar da proposta reforma administrativa a ser enviada ao Congresso Nacional. Segundo Uebel, o governo que dar maior agilidade na demissão de funcionários quando houver necessidade de cortar gastos.

“O que o poder público precisa ter é alavancas para poder servir melhor sem ficar engessado. No modelo engessado de hoje, infelizmente, os resultados não satisfazem a sociedade”, disse ele ao G1.

LEIA TAMBÉM
Servidores do ICMBio relatam perseguição

Acharam o Queiroz e não foi a Polícia Federal do Moro

Segundo o secretário, não haverá estabilidade para os funcionários públicos celetistas que forem contratados, de modo que eles poderão ser demitidos mais facilmente.

Agora, se já há perseguição política para funcionários de carreira com estabilidade, imaginem se ela deixar de existir. É o vale-tudo.

Com informações do G1.