Bolsonaro quer dar a Procuradoria-Geral da República de presente para Flávio

Compartilhe agora!

Antonio Carlos Simões Martins Soares deverá ser nomeado procurador-geral da República pelo presidente Bolsonaro nas próximas horas. A indicação teria partido de Flávio Bolsonaro, encrencado com as movimentações financeiras suspeitas de seu ex-assessor Fabrício Queiroz. Precisa desenhar?

LEIA TAMBÉM
Raquel Dodge anuncia investigação da PGR sobre o assassinato de Marielle Franco

Bolsonaro diz não ter informações sobre o paradeiro de Queiroz

Bolsonaro abre crise na PF e delegados estudam demissão coletiva

Martins Soares é subprocurador no Rio de Janeiro. Ele já respondeu a um processo por delitos contra a fé pública com a acusação de falsificar documento.

Soares, de acordo com a denúncia, teria falsificado, em 1995, a assinatura de um advogado para dar andamento a um ato processual. Se confirmada a nomeação, a lista tríplice é elaborada pelos procuradores vai para as cucuias.

Na eleição feita pela Associação Nacional dos Procuradores da República, o subprocurador-geral Mário Bonsaglia recebeu 478 indicações, sendo o mais votado.

Também compõem a lista tríplice Luiza Frischeisen, que obteve 423 votos, e Blaul Dallouol, que recebeu 422 votos.

Com agências. 

 

Compartilhe agora!