Por Esmael Morais

Bolsonaro e Moro escalam Força Nacional contra protestos em Brasília

Publicado em 13/08/2019

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o ministro da Justiça Sergio Moro autorizaram que a Força Nacional seja acionada para realizar a segurança da Esplanada dos Ministérios e da Praça dos Três Poderes até quarta-feira (14).

A portaria publicada no Diário Oficial da União, assinada pelo ministro Sergio Moro, é válida para esta terça (13) e quarta-feira (14). A decisão é uma resposta às manifestações programadas pelos estudantes, mulheres indígenas e trabalhadores rurais da Marcha das Margaridas.

Nesta terça, ocorrem manifestações dos estudantes e das mulheres indígenas na Esplanada dos Ministérios. Na quarta (14), ocorrerá na capital federal a Marcha das Margaridas, realizada desde o ano 2000 por trabalhadoras rurais. Os dois movimentos reivindicam igualdade de direitos e melhores condições de vida. Já os estudantes, lutam contra os cortes de verbas da Educação.

Moro aciona a Força Nacional para combater o tsunami da Educação

Moro protegeu Cunha, denuncia PT

O Palácio do Planalto afirma que a autorização é “preventiva” e tem como objetivo desencorajar eventuais episódios de violência. A partir desta terça (13), o efetivo de segurança pode ser escalado a qualquer momento caso seja identificado risco de depredação.

O uso da Força Nacional, uma tropa especializada em combate contra multidões, foi recomendada pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

A UNE recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra o emprego da Força Nacional nesta terça-feira em Brasília.