Bolsonaro anuncia pior salário mínimo em dólar desde 2009

Publicado em 30 agosto, 2019
Compartilhe agora!

O salário mínimo anunciado hoje (30) pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), no valor de R$ 1.039, que valerá a partir de 1º de janeiro de 2020, será o menor em dólar desde a época dos governos do PT.

Pela cotação da moeda norte-americana nesta sexta-feira (R$ 4,15), o salário mínimo dos era bolsominion será de apenas US$ 250 a partir do ano que vem.

O retrocesso no poder de compra dos trabalhadores imposto por Bolsonaro é tal que o salário em dólar só é maior que o valor de 2009, quando era US$ 230.

Na época, em alta, o salário mínimo era obsessão do governo Lula.

O ápice da valorização do salário nacional se deu em 2011, no governo Dilma Rousseff, quando o mínimo bateu a casa dos US$ 326 (hoje seria algo como R$ 1.353,00).

LEIA TAMBÉM
Para 62%, Lula é ‘o cara’ que melhorou as condições de vida dos brasileiros

Bolsonaro ‘passa o rodo’ na Ancine: Demite presidente e diretores

Jornalistas do Intercept desmentem e desafiam Deltan Dallagnol

Salário mínimo deveria ser de US$ 1.016

O Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos) faz as contas e garante que o salário mínimo deveria ser quatro vezes o valor anunciado hoje por Bolsonaro.

De acordo com o Diesse, em junho o salário já deveria ter sido de R$ 4.214,62 –equivalente a US$ 1.016.

O valor deveria ser suficiente para atender as necessidades básicas do trabalhador e de sua família, como estabelecido na Constituição: moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e Previdência Social.

Portanto, o trabalhador só está recebem um quarto do que realmente deveria receber. Um roubo consentido pelo Bozo.

Compartilhe agora!