Bolsonaro admite que indicação de Eduardo perdeu fôlego

Publicado em 20 agosto, 2019


O presidente Jair Bolsonaro (PSL) admitiu nesta terça-feira (20) que a indicação do filho para a Embaixada do Brasil em Washington perdeu força depois do parecer da consultoria do Senado, que considerou nepotismo a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Ele avalia que existe “viés político” sobre os pareceres da Casa.

Segundo Bolsonaro, ele pode recuar da indicação do filho se perceber que não há votos suficientes e disse  que “tudo é possível” na política e que não quer submeter seu filho a um “fracasso”.

Bolsonaro será ‘peso morto’ nas eleições municipais de 2020, diz
pesquisa

Dilma: “Um inocente está preso e um neofascista despreparado está no poder”

“Você, por exemplo, está noivo. A noiva é virgem. Vai que você descobre que ela está grávida. Você desiste do casamento? Na política, tudo é possível. Eu não quero submeter o meu filho a um fracasso. Acho que ele tem competência”, disse em tom de lamúria o presidente.