Argentinos irão às urnas em clima de polarização neste domingo

Compartilhe agora


As eleições primárias, que acontecem neste domingo (11) na Argentina, apontam para uma quadro de intensa polarização entre a fórmula peronista Fernández-Cristina Kirchner (Frente de Todos) e a chapa “Juntos Pela Mundança” do atual presidente Mauricio Macri, que tenta a reeleição.

As Primárias, Abertas, Simultâneas e Obrigatórias (PASO) é uma etapa prévia ao primeiro turno da eleição presidencial, no dia 27 de outubro. Na prática, as primárias funcionam como uma prévia das futuras eleições gerais. Segundo analistas políticos, é também um termômetro da situação política e eleitoral.

Reinaldo Azevedo vê ‘armação ilimitada’ no caso PT-PCC

Venezuela: Milhares marcham neste sábado contra bloqueio de Trump

O país enfrenta uma severa crise econômica, com recessão, desemprego massivo e o aumento da pobreza dos argentinos. A fórmula peronista Alberto Fernández, com Cristina na vice, lidera as intenções de votos para a Casa Rosada.

As coalizões partidárias que não conseguirem 1,5% dos votos serão excluídas das próximas etapas eleitorais.

*Com informações de agências internacionais