Veja-Intercept: Novo diálogo complica Dallagnol e Gebran

Publicado em 12 julho, 2019
Compartilhe agora!

Nova conversa obtida pelo Intercept e publicada em parceria com a Veja traz fortes indícios de que os diálogos impróprios dos procuradores também ocorreram com um dos membros do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

O procurador Deltan disse aos colegas da força tarefa lava jato: “O Gebran tá fazendo o voto e acha provas de autoria fracas em relação ao Assad”.

Trata-se do desembargador João Pedro Gebran Neto, que atua como relator dos casos da lava jato. Parte dos diálogos nos quais Gebran é citado se refere a Adir Assad, um dos operadores de propinas da Petrobras e de governos estaduais.

LEIA TAMBÉM
Gilmar Mendes vai analisar perseguição de Sérgio Moro a Glenn Greenwald

Assad acabou condenado pelo então juiz Sergio Moro a nove anos e dez meses de prisão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Ou seja, segundo Dallagnol, Gebran teria antecipado juízo a um procurador (acusação) o que é totalmente ilegal e antiético. Ainda não há a participação de Gebran nos diálogos e também pode-se imaginar que Dallagnol estivesse inventando a conversa. De qualquer maneira, é muito grave.

As informações são da Revista Veja e do Site The Intercept Brasil.

Compartilhe agora!