Toffoli decide que Petrobras deve vender combustível a navios iranianos

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, determinou na noite desta quarta-feira (24) que a Petrobras forneça combustível a dois navios iranianos que estão parados desde o início de junho no porto de Paranaguá, no Paraná.

A Petrobras não queria vender combustível aos navios iranianos porque a empresa à qual eles pertencem estão sob sanções dos Estados Unidos.

LEIA TAMBÉM:
Ministério da Justiça diz que celulares de Bolsonaro foram hackeados

Na decisão, Toffoli argumentou que a empresa brasileira Eleva Química — que contratou as embarcações — não está na lista de agentes sancionados pelos EUA.

Os navios iranianos Bavand e Termeh, vieram ao Brasil carregados de ureia e deveriam retornar ao Irã com milho brasileiro.

Com informações da Folha