STF torce o nariz para a prisão dos supostos hackers de Moro

Compartilhe agora

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e congressistas, a despeito da prisão de 4 supostos hackers, não diminuem a gravidade das mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil.

Desde 9 de junho, o Intercept vem publicando uma série de reportagens em que as personagens principais são o ministro da Justiça Sérgio Moro e procuradores da Lava Jato –força-tarefa coordenada por Deltan Dallagnol.

De acordo com matéria da Folha publicada nesta quinta (25), a pirotecnia nas prisões desta semana não põe fim aos questionamentos que ele [Moro] e procuradores de Curitiba estão enfrentando na Justiça e em conselhos de classe.

LEIA TAMBÉM
PT abre fogo contra Moro

Gleisi: “Tenha vergonha Moro”

Em defesa da competência da Justiça Eleitoral

Moro e editor do site Intercept batem boca

“A ala do Supremo crítica à Lava Jato sustenta que o cerne do problema permanece –e está no conteúdo das conversas”, registra o jornalão paulistano.

Se por um lado Sérgio Moro aumenta a aposta na narrativa de que supostos hackers teriam invadido seu celular e de autoridades, de outro o PT acusa o ex-juiz de utilizar o Ministério da Justiça para armar politicamente contra o partido. Os petistas comparam o ‘cabrito’ de agora com o sequestro de Abílio Diniz, na véspera da eleição de 1989, que depois se revelou uma farsa para derrotar Lula.