Partidos de oposição representam contra Sérgio Moro na PGR

Publicado em 4 julho, 2019
Compartilhe agora!

Foi protocolada hoje (4) na Procuradoria-Geral da República representação contra o ministro da Justiça, Sérgio Moro, por possível violação do sigilo da fonte e da liberdade jornalística, garantidas pela Constituição Federal, conforme artigo 5º. A ação foi proposta pela bancada do PSOL e assinada também por líderes e vice-líderes PT, PDT, PSB, PCdoB e Rede.

Para os partidos, qualquer tentativa de intimidar jornalistas contraria a Constituição, as leis e os Tratados Internacionais de Direitos Humanos, e de violar o sigilo da fonte constitui um grave atentado aos Direitos Fundamentais.

LEIA TAMBÉM
‘Lula Livre’ e ‘Moro Na Cadeia’ viralizam nas redes sociais após vídeo do papa

“É inaceitável qualquer tentativa de intimidação contra jornalistas. Na condição de Ministro, Sérgio Moro pode utilizar orientar politicamente, de forma ilegal e inconstitucional, a atuação da Polícia Federal. Por isso é necessário que a investigação seja rápida e eficiente, prevenindo o cometimento de ilicitudes”, argumentam na representação.

Na última terça-feira (2), o site O Antagonista publicou uma nota informando que a Polícia Federal, subordinada a Sérgio Moro, pediu ao Coaf um relatório das atividades financeiras do jornalista Glenn Greenwald, do Intercept. Segundo o site de extrema-direita, “o objetivo é verificar qualquer movimentação atípica que possa estar relacionada à invasão dos celulares de integrantes da Lava Jato”.

Leia a íntegra da representação clicando neste link.

Compartilhe agora!