Oposição pede à PGR investigação sobre uso de helicóptero da FAB

Compartilhe agora!


O líder da oposição na Câmara, Alessandro Molon (PSB-RJ), vai pedir à Procuradoria Geral da República (PGR) que investigue o uso do helicóptero da FAB para transportar parentes de Jair Bolsonaro para o casamento do filho Eduardo, em maio passado.

Segundo reportagem de Guilherme Amado, na revista Época deste sábado (27), o pedido de investigação também solicitará a punição do responsável pelo ato e a cobrança do ressarcimento aos cofres públicos.

O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) confirmou que o voo foi autorizado pelo Planalto, e alegou razões de segurança, já que o trajeto do Aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, para a Zona Sul, passaria por “comunidades perigosas”.

“Se o helicóptero presidencial foi usado irregularmente, para levar parentes do presidente para o casamento de um de seus filhos, a ordem deve ter partido do Gabinete de Segurança Institucional ou da Presidência da Republica”, escreveu no Twitter. Molon quer que seja identificado e punido o autor da decisão e que os cofres públicos sejam ressarcidos”.

Compartilhe agora!