Por Esmael Morais

Moro ou Deltan lucrou mais?, pergunta banner na sede da Lava Jato

Publicado em 17/07/2019

O k-suco ferveu nesta tarde em Curitiba, mais exatamente em frente ao Ministério Público Federal do Paraná, sede da Lava Jato, onde foi instalado um banner com a seguinte pergunta: “Quem lucrou mais, Moro ou Deltan?”

Independentemente da resposta, que poderá vir mais adiante, é certo que a discussão tomou conta da capital paranaense –arrogantemente intitulada pelos lavajatistas de “República de Curitiba”– sobre ações criminosas ocorridas no âmbito da força-tarefa.

A deputada federal Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT, por exemplo, acusou de peito aberto o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol de usarem a Lava Jato como trampolim. O primeiro, segundo a dirigente petista, teria utilizado a força-tarefa para fins políticos e o segundo, de acordo com Gleisi, para enriquecer ilicitamente nas costas do Ministério Público do Paraná.

LEIA TAMBÉM
Caetano Veloso dá gargalhadas do inglês de Eduardo Bolsonaro; assista

As manifestações contrárias à Lava Jato não se limitaram apenas ao banner xereta que quer saber tudo sobre o lucro dos paladinos da moral e dos bons costumes. Pelo contrário. Militantes do Movimento Pela Ética no Judiciário foram às portas do MPF reproduzir mensagens trocadas entre Moro e os procuradores da Lava Jato, dentre as quais se destacam:

1- “Moro viola sempre o sistema acusatório e é tolerado pelos seus resultados” – Monique Checker, procuradora do MPF.

2- “AHA, UHU, o Fachin é nosso” – Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa Lava Jato.

E foi assim que terminou esta tarde e entrou a noite em Curitiba.