Janaína Paschoal pede que Eduardo Bolsonaro recuse convite do pai

Compartilhe agora


A deputada estadual Janaína Paschoal (PSL-SP) defendeu que Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) recuse o convite para assumir a embaixada do Brasil em Washington, nos Estados Unidos. “Muito se está a falar sobre eventual nepotismo, sobre capacidade, sobre ser necessário (ou não) integrar a carreira diplomática. Mas eu analiso a questão sob outro ângulo. O que pensam os quase dois milhões de eleitores do Deputado?”, afirmou a parlamentar nas redes sociais.

A deputada disse não questionar a capacidade do filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), nem a possibilidade jurídica, mas afirmou que, por ter conquistado muitos votos -ele foi o deputado mais bem votado da história- e levado deputados para a Câmara, ele teria uma posição de liderança e precisaria exercer esse papel.

“Eduardo tem muito a fazer na Câmara e na Presidência Estadual do PSL. Sei que o convite é muito tentador. Mas o certo é recusar. Ele assumiu responsabilidades no Brasil. Precisa cumprir. Basta agradecer a deferência e declinar.”

Ela concluiu afirmando que o povo “precisa ser respeitado”. “Quem fez Eduardo Bolsonaro Deputado Federal foi o povo. Isso precisa ser respeitado. Crescer, muitas vezes, implica dizer não ao pai.”

O parlamentar voltou a afirmar que a indicação para o posto ainda é uma possibilidade e que até este domingo (14) deve se reunir com seu pai para definir a questão.

*Com informações da Folha de São Paulo