Frio faz terceira vítima em menos de 48 horas em São Paulo

Compartilhe agora


Na manhã deste sábado (6), um morador de rua foi encontrado morto na região de Itaquera, na Zona Leste. Desde o início da onda de frio, na sexta-feira (5), três pessoas morreram nas ruas da capital paulista. O prefeito Bruno Covas (PSDB) adotou tardiamente medidas para a proteção dos sem teto e de moradores de rua, segundo informou o jornal Folha de São Paulo.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o frio foi recorde na capital. Às 7h, os termômetros marcavam 7,4°C. A vítima, ainda não identificada, foi encontrada com o corpo arroxeado, minutos antes, às 6h50.

Moradores da Rua Professor Leonídio Alegrete identificaram a situação e acionaram a Polícia Militar. O corpo não tinha marcas de violência, o que levou a PM e a Polícia Civil a presumir que ele morreu de frio.

Na manha sexta-feira, o morador de rua Gabriel Leguthe Laffot, 22 anos, foi encontrado morto nas escadas do terminal de ônibus e Metrô da Barra Funda, na Zona Oeste. À tarde, outro desabrigado, ainda não identificado, foi encontrado morto na Rua Doutor Pacheco e Silva, no Centro. Ele estava, molhado e descalço.