Por Esmael Morais

Enfim, Corregedoria jura que irá investigar palestras de Deltan Dallagnol

Publicado em 16/07/2019

deltan_GlennA Corregedoria Nacional do Ministério Público, enfim, jurá que irá investigar as palestras dadas pelo procurador da Lava Jato Deltan Dallagnol. O órgão acatou pedido do PT, que ainda pede afastamento de 120 dias dos procuradores envolvidos no “empreendimento” — enquanto durar a investigação.

No último domingo (14), a Folha e o Intercept publicaram reportagem sobre o lucrativo mercado de palestras de Deltan, de membros da força-tarefa, como o também procurador Roberson Pozzobon, e do ex-juiz Sérgio Moro.

LEIA TAMBÉM
Intercept chegou às palestras; espere para ver quando chegar às delações premiadas

A jornalista Mônica Bergamo, da Folha, citou trecho do despacho da Corregedoria: “Tais palestras teriam se dado em parceria com empresas privadas, com quem dividiram os valores”.

Nas primeira denúncias do PT sobre a troca de mensagens de Deltan, a Corregedoria do MP arquivou a representação. Mas agora, após novos diálogos divulgados, a situação do coordenador da força-tarefa fica insustentável na Lava Jato.