Em recuperação judicial, livraria Saraiva é alvo de 34 ações de despejo

Publicado em 24 julho, 2019
Compartilhe agora!


Uma das maiores redes de livrarias do Brasil, a Saraiva – que está em recuperação judicial – é alvo atualmente de 34 ações de despejo, sendo que 28 tramitam em 1ª instância e seis na 2ª instância. As informações aparecem em comunicado divulgado na ultima segunda-feira (22), em resposta a um questionamento da Bolsa de Valores sobre a necessidade de divulgação de fato relevante sobre o tema.

Segundo a Saraiva, as informações não foram disponibilizadas ao mercado porque são públicas e estão disponíveis em Tribunais de Justiça. Além disso, as ações “ainda estão sub judice, sem qualquer impacto na operação da Saraiva até o momento”, diz o comunicado.

Das ações de despejo que estão em 1ª instância, sete tiveram pedidos de liminar deferidos, mas três tiveram seu efeito suspenso, afirma a rede de livrarias.

Na 2ª instância, as seis ações tiveram sentença procedente para concessão de despejo e três tiveram efeito suspensivo concedido.

“Cumpre ressaltar, contudo, que todas as ordens de despejo estão suspensas por decisão superveniente proferida pelo juízo da recuperação judicial”.

Compartilhe agora!