Curitibanês teria livrado Moro e Deltan de vazamentos no Intercept

Compartilhe agora!

O melhor do brasileiro são as piadas e os memes nas redes sociais. A última que chegou até aqui afirma que se Moro e Deltan tivessem trocado mensagens em curitibanês teriam passado incólumes.

“Se Moro e Dallagnol tivessem conversado em gíria curitibana, Glenn Greenwald, que é gringo, não teria conseguido interpretar nada, e ficaria tudo de boa”, diz o texto.

Moro é de Maringá, Noroeste, e Deltan de Pato Branco, Sudoeste, ambas cidades do Paraná.

LEIA TAMBÉM
Prepare a pipoca! 2 mil áudios serão divulgados pelo Intercept

Segue o hipotético diálogo em curitibanês:

Dallagnol: Bom dia piá pançudo

>Moro: Bom dia seu lazarento

>Dallagnol: Temos que trelar as prosas para os jaguaras verem o sol nascer quadrado

Moro: Mas só se for no galeto

Dallagnol: será que conseguimos para hoje?

Moro: é capaz

Dallagnol: Mas os tongo do MBL vão amolar

Moro: Capaz!

Dallagnol: E a PGR vai ratiá

Moro: capaz, piá?!?

Dallagnol: e o STF vai virar no djanho

Moro: Capaz?! Tudo piá de prédio!

Dallagnol: vamos fazer a tilangada posar sem japona na friaca do xadrez

Moro: vão se esgualepar comendo vina de lata e levando camaçada de pau nas paleta

Dallagnol: Fica assim então, piá pançudo

Moro: piá pançudo, teu fiote!

Com esse dialeto, imaginam os navegantes, o dono do Intercept não teria entendido nada.

A página “Dicas de Curitiba”, no Facebook, publicou um pequeno dicionário do curitibanês. Confira:

Dicionário “Curitibanês”

Dicionário Curitiba – Palavras e expressões ditas por aqui

A
acolchoado – coberta normalmente feita de lã de carneiro
adevogado – pronúncia curitibana para a palavra advogado
aipim – mandioca
alcançar – Pedir que alguém pegue alguma coisa. Ex.: Me alcance aquele lápis.
alimentadores – ônibus provenientes dos bairros e que alimentam os terminais
amarra – trava cica das frutas que ainda estão verdes. Ex.: Este caqui está amarrando!
Antipó – asfaltamento primário
apurado -com pressa para ir ao banheiro
Arena – estádio do Atlético
arregado – algo bom, que está levando vantagem
as meia – repartir pela metade (geralmente as despesas)
Atletiba – Clássico do futebol paranaense, entre Atlético e Coritiba
Azeite – óleo de soja
Azucrinar – encher o saco, pentelhar
B
Bacacheri – Nome de bairro originado do nome da vaca “Chère” (querida) , que pertencia a um fazendeiro francês. O fazendeiro morava no Bairro Bacacheri e chamava sempre : Ma Vache Chère! (Minha querida vaca) Daí a origem do nome.
bala zequinha – bala muito comum que existia somente em Curitiba. Ex: Cara muito comum
baladas o mesmo que sair à noite para se divertir. Ex Vamos sair prá curtir umas baladas hoje?
Bafo – jogo com figurinhas do Zequinha
Báia – casa. Ex: vou para a báia do fulano
Baixada – estádio do Atlético
banana caturra – banana nanica
banquinha – banca de jornal
Barigui – designação do parque
barreado -carne desfiada cozida em panela de barro, comida típica do Paraná
belê – beleza
beleza? – Usado depois de cumprimentar alguém.
Béra – cerveja
bete-ombro – jogo de bete
bexiga – balão de festa infantil
bi-articulado – ônibus bi-articulado
bi – abreviação do bi-articulado
bicho-cabeludo – taturana
bidê – 1.criado mudo, 2.peça sanitária
bidu – adivinhar – pessoa que adivinha
biquinho – tampa da válvula de pneus
biscate – prestadora de serviços amorosos
bocó – bobo, tolo
bodoque – estilingue
bolacha – termo mais comum que biscoito
bolsa – pasta de colégio
bonde – ônibus
borboletinha – pedaço da costela (só o entreossos)
borrão – rascunho
brabo – ato de se enfurecer, bravo
broa – pão, pão de trigo preto (centeio, sarraceno, etc)
bucuva – pancada na cabeça com mão fechada; croque
bugiganga – coisa velha, que não serve para nada
búrico – , búlica jogo com bolinhas de vidro ou de gude
busun – Variantes: Cataloco, cataosso. Derivado do inglês “bus”, é como o curitibano adora se referir aos ônibus da cidade

C
Cabeça – sinônimo de pessoa, é tipo assim: quantas cabeça irão também?
Caçador – esporte infantil também conhecido como “bola-queimada”
Cachorro – “Fazer um cachorro” significa fazer uma troca!
Caipora – sujeito ridículo, sempre tem desculpa pra tudo
Calça – de brim calça jeans
calcule! – Ex: “Imagine só o que aconteceu…”
Caldeirão – Estádio do Atlético – Joaquim Américo
Camarada – amigo. Seu amigo em Curitiba é seu camarada.
Canaleta – pista exclusiva para ônibus expresso
Cancha – quadra poli-esportiva
Capilé – groselha
cara dura – sem vergonha, cara-de-pau. Ex.: Ele pegou na cara dura!
Careta – cigarro
Carpe – carpete
Carretilha – objeto feito de madeira que serve para enrolar fio quando se solta raia
Cartucho – saco de papel
casa de material – casa de alvenaria
Catarina – catarinense
Catrefa – 1. coletivo de gentarada 2. muitas pessoas
Cerração – neblina, nevoeiro.
chapéu de bruxa – Cone
chazão – “brincadeira” onde várias pessoas pegam a vítima pela cueca e a levantam
Champagnat – bairro do Bigorrilho
Champinha – tampinha de garrafa
Chavear – para trancar, fechar
chachicho ou xaxixo – 1)salsichão típico 2) coisa mal feita
chimia (eyeschmier) – 1. qualquer doce em pasta para passar no chineque
2. (original) prato alemão que é ovo mexido com sal e bacon pra comer com pão no café da tarde ou da manhã
chineque – pão doce
Chiquinha – elástico para cabelo , Fazer uma Chiquinha , divisão do cabelo e amarra em duas partes
Chocomilk – leite com chocolate vendido em garrafinhas tipo refrigerante somente aqui no Paraná
Chuncho – improvisação mal feita
Churriu – dor de barriga, diarréia.
CIC – Cidade Industrial de Curitiba
Cidade – o mesmo que centro (bairro). Ex.: vai para a cidade hoje?
coberta de pena – coberta normalmente recheada com pena de ganso
Couto – Estádio do Coritiba Foot Ball Club, denominado Major Antonio Couto Pereira
côro surra, não no sentido violência. Ex: Teu time perdeu de 4 a 0. Levou um “côro”
coxa Coritiba (clube de futebol)
coxa branca torcedor do coxa
cozido embriagado
croque cócoras
cueca Ex. Esse lugar só tem “cueca” (homem).
cueca virada roscas doces fritas e passadas em açúcar e canela
cuque ou kuke ou Kuka espécie de bolo recoberta de farelo de maçã ou banana (Origem alemã)
Curitiba famoso Shopping de Curitiba
curitiboca 1. um tipo de pessoa, existente em qualquer lugar, que tem mania de reclamar ou por defeito em tudo que vê. 2. mistura de Curitibano com boboca
CWB identificação de Curitiba perante a INFRAERO

D

daí – 1 .aí. 2. terminador de frases. Ex.: “Já decidiram o que fazer daí?” ou “Vamos ao cinema daí.”
de apé – andar a pé Ex.: Vou de apé no shopping.
de barde – Variantes: de varde, de balde. – À toa, na maciota, aliás na maciota é outra expressão típica da terrinha.
Decapoco – daqui a pouco
de cara! – relativamente inconformado Ex.: Ele ficou de cara com o preço!
de fianco – o mesmo que “de viés”, “de revesgueio”
de menor – menoridade (18 anos)
de maior – para sugerir maioridade (18 anos)
de varde – estar à toa, sem fazer nada.
de volta – de novo. Ex.: Você vai à cidade de volta?
Descer – ir a praia
descer o rio de boia – rafting praticado em câmaras de pneus automotivos, no rio Nhundiaquara
descolar – pedir algo ou alguma coisa entre amigos. Ex.: me descola um cigarro?
Destrocar – ato de trocar uma mercadoria
DeusZuLivre! Deus Me Livre!
digue fale
dinherudo pessoa com bons recursos financeiros
disgranhento sujeito mal, desgraçado
dois palitos lugar perto, pertinho, da onde quer chegar
dois toque coisa bem rápida, que não demora nada para ser feita
do tempo do êpa! das antigas
do tipo expressão que indica que é “bom”, “do meu gosto”, ou pode ser usado para indicar o sentido pejorativo. Ex.: “este café está do tipo!(muito bom!)…”; “esta mulherzinha é bem do tipo! (vulgar)…”
dolangüe cantada, chavéco, mentira
dolé picolé

E

Ecoville – nome pelo qual os curitibanos insistem em chamar o bairro do Mossunguê, porque… porque, provavelmente qualquer nome seja mais bonito que Mossunguê
empachado(a) – estufado(a)
empenho – 1. esforço; 2. expressão demeritória sobre o resultado previsível de um esforço qualquer, quando tal esforço é maior que o desejo de alcançar o resultado. Ex.: Muito empenho falar com aquela menina !!!
empenhado – 1. qualidade ou natureza de quem se empenha; 2. tipo de pessoa que não mede esforço para alcançar o que quer, mesmo que o resultado não valha tanto assim (geralmente tido como uma pessoa singela ou burra). Ex.: fulano é muito empenhado !!!
encasquetado – Pessoa que está desconfiada com alguma coisa
enlear – 1. embrulhar. Ex., enlear um presente 2. embrulhar Ex enganar alguém.
Ensebar – ficar enrolando para ver algo acontecer ou ficar empacando a vida de alguém, perder tempo
entrar de peru – entrar de bico , sem pagar
esculhambado – estragado, avacalhado
esguicho – mangueira
esnuque – jogo de sinuca, snook
espeto corrido – rodízio de carnes em churrascarias
Estação – famoso parque de lazer da cidade.
estação tubo local de embarque/desembarque de expressos e ligeirinhos
Expresso – ônibus expresso, o qual circula em canaletas especiais

F

Facão – mentira
Fazenda – peça de tecido
fazer um cachorro – malandragem .Ex: ficar com o troco da mãe
feição Imagem do rosto. Ex: “nessa TV não aparece a feição” = “não mostra a imagem nítida do rosto”.
ferry boat – balsa para travessia Caiobá-Guaratuba
ferpa, ferpinha -, estrepe pedaço bem pequeno de madeira que penetra nas mãos de quem a manuseia sem cuidado
fervo – festa agitada/badalação
festerê – festa, show, aglomerado onde varias pessoas se divertem
fiasquera – fazer muito fiasco
ficar gelo – ficar tranqüilo
foco – lâmpada
fúria – torcida organizada do Paraná Clube
fuque – carro Volkswagen, conhecido no resto do Brasil como fusca

G

gaiota – carrinho ou carrocinha usada por catadores de papel
galeto – Muito rápido

gambiarra – enjambração, coisa mal feita, improvisada, “nas coxas”, artifício técnico duvidoso.
Gasosa – refrigerante (abacaxi, framboesa, limão, gengibirra, etc) Sempre é Cini ( marca de refrigerante )
Gengibirra – gasosa de gengibre, sempre Cini
Goiaba – ônibus interbairros, verde por fora, cheio de bicho por dentro.
goro – Beber algo alcoólico
Graciosa – Estrada da Graciosa (local turístico) Descer a graciosa.
gralha Indivíduo que ñ para de falar. Ex: “Fica quieto, ñ fique me gralhando!”
grimpa ramo do pinheiro
Guaíra o maior teatro da cidade.
guapeca cachorro jaguara
guardamento velório
guardião guarda noturno
guri/guria menino, piá / menina.

I

Império Alviverde – torcida organizada do coxa
Inhengo – tonto, bobo
interbairros – ônibus que circula entre os bairros

J

Já hoje – Agora mesmo, ainda a pouco
Jaleco- avental (uniforme)
jacu – caipira
Jaguará – adjetivo usado para objetos/pessoas/animais de pouca ou nenhuma qualidade
Janta – jantar
jogo de búrico – jogo de bolinhas de gude
jojoca – soluço
juntar – Pegar algo que caiu no chão. Ex: “Junta aquela caneta pra mim.”
jure! – expressão de incredulidade
jururu – quieto

L

Lambrequim – enfeite presente no beiral das casas de madeira
Largo – Largo da Ordem (bairro de Curitiba)
Latão – ônibus de qualquer tipo do transporte público
levar um pacote – cair de moto
leite quente – designa o morador de Curitiba pelo sotaque
lombada – quebra molas
lombada eletrônica – redutor eletrônico de velocidade
lote – terreno
ligeirinho – ônibus de circulação rápida que para somente em estações tubo
ligeirão – designação para o ônibus bi-articulado
liquinho – Botijão de gás (3 kg) com um queimador no bico, usado em acampamentos

M

Mala – 1. pasta de colégio 2. pessoa chata, desagradável
Malaco – garoto de rua ou mendigo
malária – coletivo de “malaco”
Maloquero – vadio, vagabundo, arruaceiro, sujeito suspeito
mamá – mamadeira com leite
massa! – legal!, bacana!
me veja ou me dá – um daquele alí. mesmo que me venda . Ex.: me veja um apontador.
média – xícara de café com leite, pingado
meio-fio – guia da calçada
Mercadoteca – Mercado localizado no bairro ecovile onde tem lojas de bebida , restaurante e lanchonete.
Migué – dar o golpe, passar os outros para trás.
mimosa, mixirica -, bergamota fruta cítrica conhecida como tangerina
moita – ficar quieto, não falar sobre o assunto
momo – pessoa devagar, meio tonga

N

Naba – porcaria ou Isto é uma naba , isto é fácil.
na faixa -, é sem custo; gratuito
naipe – aparência, tipo, modos, jeito. Ex.: olha o naipe daquele cara!
Naná – cobertor de criança
não dá nada… – não tem importância, fique tranquilo…
nega-maluca – bolo de chocolate com cobertura
negócio – armazém , venda, botequim
nhápa – lambuja – Ex.: Você compra 12 bananas e ganha duas de nhápa
nhanha – polaco desconjuntado, uma pessoa caipira
nossa – expressão usada para indicar espanto ou admiração – Ex : Nossa como você cresceu!!!

O

o pai, a mãe – meu pai, minha mãe (independe da intimidade que se tenha com o interlocutor) Ex.: A mãe conhece você?” significa:”Minha mãe te conhece?”
ospra – o mesmo que “pô”. Expressão de origem polaca
ópera – Ópera de Arame (local turístico)

P

Paina – vegetal que serve de matéria prima para elaboração de raias (papagaios, pipas)
Paiol – Teatro Paiol
palanque – poste de sustentação
Palha – qualquer coisa que seja ridícula, demodê, discordante com o gosto da maioria
pão com vina – cachorro quente
pão d’água – pão bundinha, arredondado com uma divisão no meio (50g)
pandorga – Pipa, papagaio, quadrado , raia
panificadora – padaria
papel lustro – papel espelho
Para-tiba – Clássico paranaense entre Paraná Clube e Coritiba
Parada – Qualquer coisa que não está presente no momento. Ex.: “Conseguiu aquela parada, tá ligado?”
Paranista – torcedor do Paraná Clube
pare tudo – muito usada na região metropolitana. Não Acredito !
Parque Barigui – “a praia de Curitiba”
Passeio Público – Parque do centro da cidade, com animais de pequeno porte
Patente – vaso sanitário
Patrola – veículo usado para remoção de detritos. Ex. trator
pé-du-vido – porrada, pancada, tapa.
Peça – cômodo de uma residência ou apartamento
Pedreira – Pedreira Paulo Leminski (local turístico e usado para shows)
pegá o bonde – pegar um ônibus
peladão – praça 19 de Dezembro, onde tem duas estátuas de nu artístico ( praça do Homem Nú )
penal – estojo para lápis, canetas, etc
periquita – Apelido para as Fiscais de estacionamento regulamentado das ruas de Curitiba
pescoço – pessoa chata
piá – garoto, menino
piá – pançudo traquinas, jaguara
Piá de prédio – Rapaz jovem que tem posses e foi criado sendo mimado. Quando assume uma empresa acha tudo fácil, se dá mal ( tem muitas manias e desconhece o respeito
Pialo – enganar alguém
Piazada – grupo de garotos ou meninos
Picareta – vendedor de carros usados
Pila – dinheiro
Pilantrar – quando uma pessoa sacaneia com a outra. Ex: 1. Você não vai pilantra, né? 2. Esse piá é um pilantra.
Pingado – café com leite, mais leite que café, servido em lanchonetes em copos de vidro
Pinhão – semente da araucária, árvore símbolo do Paraná, que infelizmente está em extinção. As sementes são comestíveis
Pira – coisa legal, quando se diz que tal coisa é lega, se diz, muito pira…
Pirirí – dor de barriga – diarréia
Pierogi – ravioli polonês, só em Curitiba , pastel cozido de requeijão com molho de manteiga e bacon
Podar -ultrapassar um veículo
Poióca – alguma coisa, coisa propriamente dita.
polaco(a) -1. polonês/polonesa 2. qualquer espécie de pessoa loira
ponta-cabeça – de cabeça para baixo
posta branca – tipo de carne, de cor vermelho claro, conhecido em outras regiões por Lagarto.
posta vermelha – carne bovina
pousar – (geralmente sem o u) dormir na casa de alguém. Ex: Você vai posar na casa da sua tia?
Protro, protra – para outro, para outra . Ex: Vou protro lado !!!
Psor – Professor
pudim de pinga – indivíduo diariamente bêbado

Q

quadra quarteirão… – esta casa fica a 2 quadras da minha
quedê ou quedê-lhe – onde está? Ex.: Quedê-lhe o meu jornal?
Quentão – bebida quente preparada com vinho tinto, gengibre e canela

R

Rabicó – elástico de cabelo
Raia – pipa, pandorga, papagaio, raia
raia bidê – tipo de papagaio mais elaborado
rápida – avenida para carros com fluxo veloz
réba – sem qualidade, porcaria
refri – simplificação de refrigerante
revistaria – banca de revistas
repuxo – fonte com chafariz
rodízio – espeto corrido
rodoferroviária – Estação de rodoviária com ferroviária

S

Sanduba – sanduiche qualquer
sanfonado – Expresso mono-articulado, anterior ao Ligeirão
Sapecada – pinhão na brasa
sarado pessoa em forma , musculosa, magra
sarau baile para jovens
serelepe esquilo
Sete Dito no açougue é o filé com mignon ou seja o T bone
setra estilingue, bodoque, atiradeira.
shortes o “short” que o curitibano tem mania de falar no plural
sinaleiro sinal semáforo
só! entendi! , isso mesmo!
socorro estepe, pneu reserva.
sortido Variantes: PratoFeito, refeição barata servida em restaurante simples
subir retornar da praia para a capital Ex.: Quando você pretende subir?
submarino chopp com steinhaeger servido no bar do alemão
susse Beleza, tudo certo, também dito :sossegado

T

Taixô – Restaurante Japonês de nome Taisho com pronuncia Taixô, vamos no taixô
tá ligado- estar lembrado – esperto
tempo brusco – clima nublado, fechado e escuro.
Tesão – legal, massa, da hora.
Tigre – , tigrada gente brega
tipo assim – expressão explicativa, introdutória para qualquer assunto. A finalização de uma frase que começa com “tipo assim” geralmente é “tá ligado?”
tombeira – caminhão basculante
tongo – individuo com pouca inteligência
topete – penteado típico de adolescentes e mulheres curitibanas (franja) levantada por secador
traia – pessoa de má índole
traíra – pessoa que não cumpre o que diz
tralha – pertences diversos para levar a algum lugar
tratante – Pessoa que promete ir e não vai… ou coisa assim.
trincheira -viaduto,só que uma rua está no seu nível normal e outra passa por baixo dela.
Trocha – bobo
troucha ou trouxa – o mesmo que tralha. Ex: já arrumou a troucha…. (já arrumou sua bagagem?) ou Ela se casou com um Trouxa ( casou com um sujeito que é enganado)
trujão – intrometido
tubo – ponto de ônibus para expressos e ligeirinhos
tufinho – massa de ovos e trigo preparada com frango ao molho
tunda – surra, pancada, sova.

V

Vai e vem – mão dupla
varde – sem serviço, sem ter o que fazer: Ex. Ela está de varde!!!
Veio – camarada, amigo do peito. Ex. E aí véio!
Vela – 1. relativo a potência da lâmpada Ex . Foco de 100 velas. 2. pessoa que não sai de perto de casais / namorados
verdão – Coritiba
Vermelhão – Onibus bi-articulado
Vestiba – vestibular de Curitiba, ou os próprios vestibulandos
via rápida – avenidas de acesso “rápido”
Via calma – Ruas Inventadas que são de velocidade baixa, que na verdade deixam nervoso.
vina – salsicha
vitamina – bebida a base de leite com pedaços de frutas diversas
Volte-meia (volta e meia) – regularmente

W

wimi – marca de refrigerante de laranja (tipo fanta) que é da marca Cini

X

Xixo – espeto de frango com legumes
Xpicanha – sanduíche de carne “picanha”

Z
Zorba – todo tipo de cueca, independente da marca.
Zoneando – Fazendo bagunça

Compartilhe agora!