Comissão convida general Heleno para falar de cocaína em avião da FAB

Compartilhe agora!


A comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional convidou o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, para prestar esclarecimentos sobre os 39 quilos de cocaína encontrados em um avião da comitiva presidencial na Espanha.

Inicialmente, os requerimentos aprovados eram para que Heleno, assim como o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, fossem convocados para comparecerem à comissão. Desta forma, a presença deles seria obrigatória. Nesse pedido, o comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro Antônio Carlos Moretti, seria o único a ser convidado.

Um acordo foi feito entre parlamentares governistas e da oposição para que os requerimentos fossem mudados, convidando o ministro do GSI e o comandante da Aeronáutica. O ministro da Defesa ficou de fora do convite, pois passaria por uma cirurgia no dia da reunião.

A data acordada, a princípio, foi 10 de julho. O presidente da comissão de Relações Exteriores é o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente da República.

Compartilhe agora!