coletes amarelos Londres

‘Coletes amarelos’ rechaçam diálogo com Macron e prometem novos atos

Compartilhe agora!

No sábado (6), milhares de pessoas saíram hoje às ruas em várias cidades francesas como parte do 34ª sábado consecutivo de protestos do movimento dos coletes amarelos. Em Paris, centenas de manifestantes partiram com cartazes e bandeiras desde a Praça da República para percorrer ruas da cidade em defesa de investimentos em programas sociais e por políticas públicas de educação inclusiva, melhoria no sistema de Saúde, contra a privatização de Aeroportos de Paris, entre outras demandas.

As mobilizações, que começaram em 17 de novembro do ano passado, com centenas de milhares de pessoas reunidas para recusar a intenção governamental de elevar o preço do combustível, têm perdido força nas últimas semanas, apesar da permanente guerra entre as autoridades e os ativistas sobre o número real de mobilizados nos protestos.

Segundo o governo, a causa dos coletes amarelos não tem razão de ser, porque a seu julgamento o presidente Macron tem lançado iniciativas e reformas com projeção social, valorizadas em bilhões de euros, que respondem às preocupações dos franceses.

Por sua vez, o movimento promete novos atos e adequar o calendário das mobilizações neste período de férias no país.

Compartilhe agora!