Andes convoca greve nacional contra a privatização das universidades

Compartilhe agora


O conselho sindical da Associação Nacional de Docentes do Ensino Superior-Sindicato Nacional (ANDES-SN), realizado em Brasília neste fim de semana, aprovou a convocação de uma greve nacional para 13 de agosto em defesa da universidade pública e contra a reforma da Previdência.

Uma das principais deliberações do encontro foi a convocação da Greve Nacional da Educação, em ampla unidade com as demais entidades da educação. A paralisação está marcada para acontecer no dia 13 de agosto e foi convocada inicialmente pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), juntamente com outras entidades representativas das categorias profisionais do ensino e da docência.

Na avaliação de Antonio Gonçalves, presidente do ANDES-SN, este é um importante meio para catalisar a construção de uma nova greve geral no país, a exemplo do que aconteceu no dia 14 de junho. “Travamos uma intensa luta em defesa da educação pública e da seguridade social. Para barrar este governo nefasto, já contribuímos em movimentos como o 15M, o 30M, o 14J e o grande ato na última sexta-feira, 12. Estamos nos somando às entidades da educação para a construção do 13 de agosto. É um gesto muito importante para construir a unidade tão necessária na atual conjuntura do país’’, destacou Antonio.