The Intercept: Moro quis blindar FHC “cujo apoio era importante”

Compartilhe agora!

Uma troca de mensagens entre o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol divulgada pelo site The Intercept nesta terça mostra que Moro não queria “melindrar” o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), pois seu apoio era importante.

O diálogo teria ocorrido em 13 de abril de 2017, um dia depois do Jornal Nacional ter veiculado uma reportagem a respeito de suspeitas contra o tucano.

Moro perguntou se as suspeitas contra o ex-presidente eram “sérias”. O procurador respondeu acreditar que a força-tarefa propositalmente não considerou a prescrição do caso de FHC e o enviou ao Ministério Público Federal de São Paulo, segundo ele, “talvez para passar recado de imparcialidade”.

Segue o diálogo:

Moro – 09:07:39 – Tem alguma coisa mesmo seria do FHC? O que vi na TV pareceu muito fraco?
Moro – 09:08:18 – Caixa 2 de 96?
Dallagnol – 10:50:42 – Em pp sim, o que tem é mto fraco
Moro – 11:35:19 – Não estaria mais do que prescrito?
Dallagnol – 13:26:42 – Foi enviado pra SP sem se analisar prescrição
Dallagnol – 13:27:27 – Suponho que de propósito. Talvez para passar recado de imparcialidade
Moro – 13:52:51 – Ah, não sei. Acho questionável pois melindra alguém cujo apoio é importante

Ou seja, o envio do caso ao MPF de São Paulo e a sua divulgação seriam só para desviar a atenção dos críticos da força tarefa que viam nela um instrumento de perseguição a Lula e ao PT.

As informações são do Site The Intercept.

Compartilhe agora!