Por Esmael Morais

Professores do Paraná farão greve contra Ratinho Jr.

Publicado em 15/06/2019

Os professores(as) e servidores(as) da rede pública estadual de ensino decidiram entrar em greve, por tempo indeterminado, a partir do dia 25 de junho. A decisão foi tomada em assembleia da APP-Sindicato neste sábado (15) em Curitiba.

Segundo a APP, a medida é consequência da falta de resposta do governador Ratinho Junior (PSD) para as reivindicações da categoria, principalmente o pagamento da reposição salarial do funcionalismo.

“Já são quase quatro anos de sacrifício dos servidores. Não estamos pedindo aumento, é apenas a reposição das perdas da inflação”, diz o presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Leão. Ele acrescenta que a indignação da categoria aumenta a cada dia também por conta de políticas de perseguição e desvalorização dos(as) educadores(as).

Com a decisão, os(as) trabalhadores(as) da educação paranaense vão se juntar a outras categorias do serviço público estadual na greve unificada convocada pelo Fórum das Entidades Sindicais (FES).

Os sindicatos também criticam a postura do governador. Durante a campanha eleitoral, Ratinho prometeu pagar a data-base. Disse que se reuniria com os sindicatos em um dos primeiros atos do seu governo. Depois da posse, não cumpriu as promessas.

As informações são da APP-Sindicato.