Por Esmael Morais

Paulo Guedes, o Tchutchuca, de novo na Câmara

Publicado em 03/06/2019

O ministro da Economia, Paulo Guedes, foi convocado mais uma vez para comparecer à Câmara para explicar a malfadada reforma da previdência.

Tchutchuca, como ficou conhecido na Casa, após bate-boca com o deputado Zeca Dirceu (PT-PR), vai “sob vara” à Comissão de Finanças e Tributação. O ministro é obrigado a comparecer quando é convocado pelos deputados.

LEIA TAMBÉM
As ruas podem impedir a reforma da previdência

Em audiência pública no mês de abril, na CCJ, Dirceu afirmou que Guedes era tigrão com aposentados e agricultores, mas se comportava como “tchutchuca” com os mais privilegiados do país e era “amigo de banqueiros.”

Tchutchuca voltará à Câmara amanhã sob tensão do parlamento e das ruas.

Deputados do chamado Centrão exigem uma contraprestação para votar a reforma da previdência (orçamento impositivo) e, por outro lado, as ruas pressionam cada vez mais contra o fim da aposentadoria.

As últimas jornadas estudantis (15M e 30M) e a Greve Geral de 14 de junho ou encerra essa porcaria da reforma da previdência ou inflaciona o valor de cada voto favorável à reforma da previdência. É o escandaloso e diabólico toma-lá-da-cá de volta ao Congresso Nacional.