Parada gay de São Paulo terá bloco Lula Livre

Publicado em 21 junho, 2019
Compartilhe agora!

A 23ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, que acontece no próximo domingo (23), vai ter um bloco exigindo a liberdade do ex-presidente Lula (PT).

A presidenta do Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos (ABGLT), Symmy Larrat, disse em entrevista à Rádio Brasil Atual que a ideia do bloco Lula Livre é dialogar com toda comunidade LGBT sobre a prisão política do ex-presidente.

“A gente sente a injustiça que é Lula estar preso. A gente sente o que é ser julgado de forma leviana. A gente sente na pele isso. A empatia com a situação do Lula é muito fácil para nós LGBT”, afirmou Symmy.

LEIA TAMBÉM:
David Miranda, marido de Greenwald, enfrenta ataques de bolsonaristas

“O Lula foi o primeiro presidente a falar dessa população como uma população que tem direitos. Foi o primeiro presidente a construir uma política pra nós, que foi o Brasil sem Homofobia. A gente sabe o que é ser cotidianamente julgada e condenada só por ser quem somos”, ressaltou a presidenta da ABGLT.

A Parada acontece no domingo, a partir das 10h, na Avenida Paulista, região central de São Paulo. São esperadas 3 milhões de pessoas.

Confira a entrevista completa no site da RBA

Compartilhe agora!