Moro depõe quarta-feira no Senado sobre escândalo da Lava Jato

Compartilhe agora!

A semana promete ser quente na política e no meio jurídico com o depoimento do ministro da Justiça, Sérgio Moro, na quarta-feira (19), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

O ex-juiz Sérgio Moro se antecipou e pediu para ser ouvido pela CCJ numa tentativa de debelar a instalação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar ilegalidades da força-tarefa Lava Jato.

Ao que tudo indica, Moro dificilmente conseguirá barrar a CPI mesmo com o gesto que fez –de ir ao Senado– sem a convocação prévia.

LEIA TAMBÉM
URGENTE: ADVOGADOS PEDEM A PRISÃO DE MORO

O site The Intercept Brasil que iniciou uma série de reportagens no domingo (9), sobre o conluio de Moro e integrantes do Ministério Público Federal do Paraná (MPF-PR), promete novas revelações do submundo do ex-juiz e da força-tarefa cuja sede fica em Curitiba.

Nas últimas conversas secretas divulgadas, o Intercept revelou ao País que Moro, após depoimento de Lula no caso tríplex, ordenou a procuradores do MPF-PR que divulgassem nota à imprensa para desmontar o ‘showzinho da defesa’ do ex-presidente da República.

O sistema penal acusatório previsto na Constituição Federal proíbe veementemente que o julgador atue para enfraquecer a defesa reforçando a acusação. A falta de imparcialidade do julgador causa nulidade absoluta de sentença.

O Blog do Esmael vai transmitir a sessão CCJ com o depoimento de Sérgio Moro, na quarta-feira, às 9h, ao vivo para o Brasil e o mundo.

Compartilhe agora!