marco aurelio melo

Marco Aurélio: Mensagens de Moro e Dallagnol colocam em dúvida equidistância da Justiça

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, disse que o conluio entre o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol na Lava Jato põe em xeque a equidistância da Justiça.

“Apenas coloca em dúvida, principalmente ao olhar do leigo, a equidistância do órgão julgador, que tem ser absoluta. Agora, as consequências, eu não sei. Temos que aguardar”, afirmou o magistrado.

LEIA TAMBÉM:
Lula pede anulação da condenação após escândalo da Lava Jato

“Isso [relação do juiz e procurador] tem que ser tratado no processo, com ampla publicidade. De forma pública, com absoluta transparência”, acrescentou.

O site The Intercept Brasil divulgou neste domingo (9) mensagens trocadas entre o então juiz federal Sérgio Moro e o procurador federal e coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, que revelam o lado escuro da Justiça.

Com informações da Folha