Lula: “A verdade fica doente, mas não morre”

Publicado em 11 junho, 2019
Compartilhe agora!

batochio_moro
“A verdade fica doente, mas não morre nunca”, asseverou Lula, segundo o advogado José Roberto Batochio.
O ex-presidente Lula, por meio de seus advogados, disse nesta terça (11) que “a verdade fica doente, mas não morre” ao referir-se ao Caso Moro revelado pelo site The Intercept Brasil.

O petista afirmou a seus defensores que ficou “surpreso” com o grau de promiscuidade entre o ex-juiz Sérgio Moro e procuradores do Ministério Público Federal do Paraná (MPF-PR).

LEIA TAMBÉM
Dilma Rousseff: Lula Livre, já

De acordo com o advogado Cristiano Zanin Martins, as reportagens reforçam que o ex-presidente não teve direito a um julgamento imparcial.

“O material mostra que o ex-juiz Sérgio Moro não atuou como um juiz equidistante. Atuou como um coordenador da acusação, que depois proferiu um veredicto que ele próprio ajudou a construir”, declarou o defensor após visita a seu cliente na manhã de hoje na carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

Lula é mantido preso político há 1 ano e dois meses. Ele cumpre pena antecipada de 8 anos e 10 meses de prisão no caso tríplex, mesmo que Moro e a acusação (MPF-PR) não tenham apresentado prova contra o petista.

“A verdade fica doente, mas não morre nunca”, asseverou Lula, segundo o advogado José Roberto Batochio.

Assista ao vídeo:

Compartilhe agora!