Por Esmael Morais

Gleisi pede renúncia de Moro após depoimento no Senado

Publicado em 19/06/2019

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), pediu esta noite a renúncia do ministro Sérgio Moro após o depoimento do ex-juiz na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

Utilizando nas redes sociais a hashtag #RenunciaMoro, a dirigente petista manifestou sua contrariedade com o que ela considerou “contradições sobre a veracidade das mensagens que ele trocou com Dallagnol para interferir na condução das investigações sobre Lula.”

LEIA TAMBÉM
Telegram pode recuperar mensagens de Moro, diz aplicativo

“Moro disse que não vê autenticidade, para depois afirmar que não se lembra das conversas”, apontou a parlamentar.

Para Gleisi, o ministro usou tática de ataque ao Intercept ao dizer que o vazamento é “criminoso” e se amparar no combate à corrupção. “Moro acusou site de sensacionalismo e insinuou que a divulgação é para beneficiar apenas Lula, mas revelações vão além, comprometem instituições”, criticou.

“Conversas entre julgador/acusador ultrapassam os limites da lei. Após vazar diálogo entre Lula/Dilma, Moro está provando de seu próprio veneno. Moro foge da admissão de um crime confesso. #RenunciaMoro”, disparou a presidenta do PT.