Faltam 10 dias para a Greve Geral; o Brasil vai parar

Publicado em 4 junho, 2019
Compartilhe agora!

A contagem regressiva já começou nos centros acadêmicos, grêmios estudantis, sindicatos e centrais sindicais. Faltam apenas 10 dias para a Greve Geral de 14 de junho.

Trabalhadores e militantes da educação, ambientalistas, humanistas, GLTBs, donas de casa, enfim, homens, mulheres e jovens irão parar daqui dez dias contra as barbaridades do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Dentre os abomináveis projetos de Bolsonaro estão a reforma da previdência (fim da aposentadoria), corte de verbas para a educação, desmatamento e liberação do agrotóxico, porte de armas, etc.

Paralelamente, o desemprego continua a subir; a recessão econômica uma realidade; e a entrega dos ativos (estatais) constitui crime de lesa-pátria desse governo.

Os movimentos sociais ressurgem numa espetacular crescente desde 15 de maio; repetiu a façanha na manifestação de 30 de maio; e agora, dia 14 de junho, a promessa é de que a greve geral será a maior de todos os tempos.

O movimento paradista também é para denunciar que Bolsonaro não governa mais; que ele é uma uma espécie de Rainha da Inglaterra e que mercado, mídia e Centrão –leia-se Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara– estão dando as cartas no país.

Compartilhe agora!