Exército ‘manda sinal’ para Bolsonaro e não promove Rego Barros

Publicado em 25 junho, 2019

O Exército promoveu nesta segunda-feira (24) dois generais para integrar o Alto Comando e não incluiu o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rego Barros, que foi para a reserva. Com isso, Rego Barros não atingiu o patamar de general de cinco estrelas. A decisão da cúpula do Exército sinaliza um gesto de independência diante do governo Bolsonaro, integrado por mais de uma centena de militares em postos chaves da administração federal.

.

Na semana passada, Bolsonaro colocou o general Floriano Peixoto na presidência dos Correios e indicou um amigo para ocupar a vaga da Secretaria-Geral. Bolsonaro também demitiu o chefe da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz, bastante respeitado na cúpula militar.

Santos Cruz travou uma disputa com o filho do presidente, Carlos Bolsonaro (PSC), e o jornalista Olavo de Carvalho, guru da família Bolsonaro.

*Com informações do jornal Folha de São Paulo