Cai mais um general do governo Bolsonaro

Publicado em 19 junho, 2019
Compartilhe agora!

General Juarez Cunha no lançamento do selo postal dos Correios em homenagem aos 100 anos da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais, no Rio.
O general Juarez Cunha, presidente dos Correios, caiu hoje (19) do cargo pelas virtudes. Ele criticou a privatização da empresa pública.

Cunha é o terceiro militar de alta patente ser exonerado do governo Jair Bolsonaro (PSL). Antes dele, caíram Santos Cruz (Secretaria de Governo) e Franklimberg de Freitas (Funai).

“Hoje me afasto dos Correios. Foram 7 meses de alegria, obtivemos excelentes resultados, conduzimos a recuperação da Empresa e fizemos grandes amigos. Saldo muito positivo e a certeza que vocês continuarão no cumprimento da missão. Um abraço a todos!”, informou o general Juarez Cunha pelo Twitter.

LEIA TAMBÉM
Telegram pode recuperar mensagens de Moro, diz aplicativo

Bolsonaro havia anunciado a demissão do presidente dos Correios na sexta-feira (7). Segundo o presidente, o general tinha se comportado como “sindicalista” ao se posicionar contrário à privatização da empresa.

Na prática, o presidente da República, que é capitão reformado, segue humilhando os militares com patete de generais no governo.

Compartilhe agora!