Bolosonaro tem 26% e Moro 16%, diz Paraná Pesquisas

Compartilhe agora!

Recessão econômica pode dinamitar pretensões de Bolsonaro e Moro em 2022.
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) falou neste sábado (22) que poderá disputar a reeleição em 2002 se “estiver bem” e o Congresso aprovar uma “boa reforma política”.

Dito isto, segundo a Paraná Pesquisas, Bolsonaro hoje teria 26% das intenções de voto e seu adversário mais próximo seria o ministro Sérgio Moro com 16%.

O instituto fez o levantamento antes dos escândalos da #VazaJato, divulgados na série de reportagens do site Intercept a partir de 9 de junho.

LEIA TAMBÉM
Folha prepara a ‘mãe de todas as bombas’ contra Moro

De acordo com a Paraná Pesquisas, Bolsonaro lidera, seguido de Moro que está empatado com ex-ministro Ciro Gomes (14%) e o ex-presidente Lula (13%).

“Com uma boa reforma política, eu aceitaria acabar com essa política da reeleição, agora só acabar com a minha reeleição, aí não. Em 2022, se eu estiver bem, ou razoavelmente bem, eu venho, caso contrário eu estou fora”, declarou o presidente após um exame médico na manhã de hoje no Palácio do Planalto.

O pré-candidato Bolsonaro reconheceu que a economia tem potencial para defenestrá-lo da corrida presidencial. “Não existe um bom governo com uma má economia”, desconfia.

“Caso não haja fato novo, revelado pelo Intercept, Moro é um nome a ser considerado para a eleição de 2022”, diz Murilo Hidalgo, presidente da Paraná Pesquisas, cético com a capacidade de Moro resolver o desemprego e a recuperação das empresas.

Compartilhe agora!