Advogados pedem afastamento de Moro por lesão à moralidade

Publicado em 15 junho, 2019
Compartilhe agora!

Quatro advogados entram nesta sexta-feira (14) com uma ação na Justiça Federal de São Paulo pedindo o afastamento do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, por “lesão à moralidade administrativa”.

Na ação, os advogados citam as conversas divulgadas pelo site The Intercept Brasil que mostram que Sérgio Moro coordenava informalmente a Lava Jato quando era juiz.

LEIA TAMBÉM:
Nota da defesa de Lula sobre novos crimes de Moro revelados pelo Intercept

“A cronologia dos fatos, como ora se passará a expor, denota que o então magistrado federal atuou na Operação Lava Jato na condição de Juiz/Procurador, colocando em xeque a lisura dos procedimentos e fatos apurados no bojo da assim denominada Operação Lava Jato”, diz o documento.

O documento, assinado pelos advogados Sean Hendrikus Kompier Abib, Eduardo Samuel Fonseca, Anderson Bezerra Lopes e Gilney Melo, argumenta omissão do presidente Jair Bolsonaro (PSL) no caso, que teria caráter “ilegal e lesivo à moralidade administrativa”. Além disso, também argumenta que o fato de Moro, como ministro da Justiça, ser chefe da Polícia Federal impede uma apuração correta dos fatos por parte da instituição.

Com informações do Uol

Compartilhe agora!