Por Esmael Morais

Vem aí o Enem 2019, o primeiro com viés ideológico de direita

Publicado em 06/05/2019

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 foram abertas nesta segunda-feira (6). Será o primeiro sob o governo de Jair Bolsonaro (PSL), com viés ideológico de direita.

Em fevereiro último, o Ministério da Educação (MEC) sinalizou que censuraria vários itens na prova. O principal alvo seria a dita “ideologia de gênero”, termo usado pela direita para falar pejorativamente contra as iniciativas de educação sexual e respeito à diversidade LGBT.

No começo deste ano, Bolsonaro criticara questões do ENEM e prometeu que ele mesmo veria a prova antes de ser feita pelos alunos. Ele não gostou de uma pergunta no último exame que falava de um dialeto usado por transexuais.

“Essa prova do Enem, vão falar que eu estou implicando. Agora pelo amor de Deus. Esse tema da linguagem ‘particulada’, aquelas pessoas, o que isso tem a ver? Vai estimular a molecada a se interessar por isso agora. No ano que vem, pode ter certeza, não vai ter questão dessa forma. Nós vamos tomar conhecimento da prova antes”, afirmou na ocasião.

LEIA TAMBÉM
Joice Hasselmann voltar a ser lembrada para lugar de Santos Cruz

Servidores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pelo exame, na época, temiam que a censura alcance as visões críticas da ditadura militar e outros assuntos.

Sobre as inscrições no Enem 2019

O processo será feito exclusivamente pela internet, até o próximo dia 17, por meio da Página do Participante. As provas serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro.

A taxa de inscrição custa R$ 85 e deve ser paga até o dia 23 de maio, de acordo com o cronograma do exame.