Por Esmael Morais

Senado aprova acordo com Bolsonaro e retira Coaf de Moro

Publicado em 28/05/2019

O Senado aprovou esta noite, por 48 votos a 30, a retirada do Coaf das mãos do ministro da Justiça Sérgio Moro. O órgão volta ao Ministério da Economia.

Parlamentares acusaram o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o ex-juiz da lava jato de traírem os manifestantes que foram às ruas no domingo (26).

LEIA TAMBÉM
TSE aprova incorporação do PPL ao PCdoB

Senadores não deglutiram bem o pacto firmado entre Bolsonaro, Maia e Alcolumbre.

Otto Alencar, líder do PSD na Casa, por exemplo, sugeriu que Sérgio Moro peça demissão do Ministério da Justiça.

Segundo o parlamentar pedessista, Moro se curvou a interesses pessoais –pelo emprego– ao assinar a cartinha abrindo mão do Coaf. Ele se referia à missiva firma por Bolsonaro, Moro e Guedes pela manutenção do texto da Câmara na MP 870, ou seja, que retira o Coaf de Moro.