Por Esmael Morais

Previdência: Trabalhadores da Volks decidem parar na greve geral

Publicado em 08/05/2019


Em assembleia realizada na Volks, em São Bernardo, os dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC debateram com os trabalhadores a importância do combate à reforma da Previdência e a necessidade da participação na greve geral convocada pelas centrais sindicais para o dia 14 de junho.

“Essa luta é de todos, se não estivermos unidos, ela vai ser mais difícil. A Volks sempre foi exemplo de luta”, disse a Michelle Marques, diretora do sindicato e da comissão sindical da empresa.

O diretor executivo e CSE na Volks, Wellington Messias Damasceno, destacou que é importante saber que a chamada ´Nova Previdência´ altera todo o sistema de Previdência Social como funciona hoje e pediu para que levantassem as mãos os trabalhadores com menos de 45 anos. “É a maioria da companheirada. Se nós deixarmos aprovar a reforma como está, quem levantou a mão não aposenta mais por tempo de contribuição”, ressaltou.

O coordenador da representação na Volks, Wagner Lima, explicou questões internas e colocou em votação a disposição para a greve. “Aqui nós temos poder de organização e o momento não é de divisão. Estão duvidando que a gente pare a fábrica de novo para barrar a reforma. Mas vamos pra luta, nos mobilizar e combater essa reforma da Previdência”.

O sindicato mobiliza a categoria para a greve geral de 14 de junho convocada pelas centrais sindicais contra a “reforma” da Previdência do governo Bolsonaro.

*Com informações do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC