Por Esmael Morais

Ministro da Educação faz conta com bombons e erra percentagem

Publicado em 10/05/2019

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, participou da “live” de Bolsonaro no Facebook para “explicar” os cortes na educação federal de maneira bem didática. Ele usou chocolates (bombons) para mostrar que o corte era pequeno, mas errou na conta para menos, é claro.

“De 100 chocolates, o corte foi de 3 e meio,” disse o ministro; quando, na verdade foram de 30 para 100. Ou seja mais de 8 vezes pior.

“Tem muita gente que está espalhando o terror e coisas que não estão acontecendo”, disse.

“O senhor gosta de chocolate, presidente? E de prestígio? Eu vou oferecer para as moças, que para marmanjo eu não ofereço”, afirmou o ministro.

“A gente só está dizendo que 3 chocolatinhos e meio, desses 100. a gente não está falando que está cortado. A gente só está pedindo para deixar pra comer depois de setembro.” Afirmou.

Isso seria 3,5%; e não 30%.

O ministro disse ainda que “nesse momento em que está todo mundo apertando os cintos não estamos mandando ninguém embora”. “Todos os salários estão preservados. Se fosse numa empresa, seria diferente. Aqui, todo mundo está recebendo em dia.”

LEIA TAMBÉM: Cinco partidos lançam nota contra cortes na educação

“A educação merecia um ministro de porte”, disse Bolsonaro. “Ele é professor e gestor. As universidades estão preservadas, não existe esse terror”, afirmou o presidente.

Ele não estudou percentagem também?