Por Esmael Morais

Ministro da Educação defende cobrança de mensalidades nas universidades públicas

Publicado em 22/05/2019

Fotos: Will Shutter/ Câmara dos Deputados.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, defendeu nesta quarta (22) a cobrança de mensalidades na pós-graduação das universidades públicas.

A Constituição Federal proíbe a cobrança de mensalidades nas instituições de ensino superior e o próprio Supremo Tribunal Federal (STF) já se posicionou contrário. No entanto, o ministro afirma que na pós-graduação há como cobrar.

“Se a gente focar na cobrança de pós-graduação, é uma. Aí não tem o que discordar, tá lá o bonitão com o diploma de advogado, ele paga. Esse tem condição de pagar. E não é pra toda pós-graduação, mas pras que têm visão de mercado, a gente pode cobrar”, afirmou Weintraub.

LEIA TAMBÉM
MEC: Crise de gestão coloca em risco prova do Inep para jovens e adultos

A reunião da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados durou cerca de 4h30 e foi marcada por tensão e tumultos.

Ao final do encontro, Weintraub se recusou a responder perguntas formuladas por dirigentes da UNE (União Nacional dos Estudantes) e da UBES (União Brasileira dos Estudantes).

As entidades estudantis prometem manifestações gigantes em todo o país no próximo dia 30 de maio, contra o corte de verbas, a reforma da previdência e pela gratuidade do ensino público.

Assista ao vídeo: