Por Esmael Morais

Guedes “não é obrigado a continuar como ministro”, diz Bolsonaro

Publicado em 24/05/2019

Bolsonaro disse nesta sexta-feira que Paulo Guedes está “no direito dele” e não é obrigado a continuar no governo. A fala veio depois que Guedes afirmou que renunciaria caso sua PEC da Previdência não seja aprovada.

“Ninguém é obrigado a continuar como ministro meu. Logicamente, ele está vendo uma catástrofe. E é verdade, concordo com ele, se nós não aprovarmos uma reforma muito próxima da que nós enviamos para o parlamento”, afirmou Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM: Sem reforma da Previdência, Guedes diz que renuncia e vai “morar lá fora”

Mesmo com a cutucada no ministro da Economia, Bolsonaro prosseguiu com a chantagem.

Ele disse que Guedes “não é nenhum vidente, mas não precisa ser para entender que o Brasil vai viver um caos econômico sem a aprovação dessa reforma”.

Com informações da Veja e G1.